Intranet
conectar
MEMORIAL

Irmã M. Theodora Shadis


 26/07/1918     09/10/2014

Irmã M. Theodora Shadis, OSF

Nascimento:  26 de julho de 1918

Entrada na nossa comunidade: 14 de julho 1935

Retorno para Deus:  09 de outubro de  2014 (2h30min)

 

Anna Veronica Shadis, filha de  Simon Shadis e Theresa Buketa Shadis, nasceu no dia 26 de julho de 1918, em Mahanoy City, e era a filha do meio de cinco irmãos e irmãs. Anna amava seu irmão mais velho, sua irmã Maria e seu irmão Peter. Quando Anna estava com cinco anos, nasceu a pequena Clara e, dois anos mais tarde, chegou Helen.  Anna vibrava por ser uma pequena mãe de suas irmãs menores.

 

Depois de frequentar a escola São José, em Mahanoy City, Anna decidiu que queria se juntar à classe preparatória na Academia São Francisco, que naquele tempo era na Sala da Providência. Tendo entrado na comunidade no dia 14 de julho, demonstrou ter sido uma excelente estudante, pois foi designada para lecionar no 5º ano, na Escola São George, em Cleveland, quando era Postulante, com apenas 17 anos!

 

Depois ela retornou para a Casa-Mãe para fazer seu ano de noviciado e logo depois da primeira profissão, em agosto, foi enviada para São Casemiro, onde lecionou para classes mistas de 4º , 5º e 6º anos, durante oito anos.  

 

Irmã Theodora ficou muito animada e entusiasmada quando soube que iria para Los Angeles para lecionar na escola Nossa Senhora Auxiliadora dos Cristãos. Ela frequentemente falava do quanto as Irmãs apreciaram aquele tempo na Califórnia e como ficaram desapontadas quando a missão teve que ser fechada. A Irmã passou três anos muito felizes lá.

 

Da quente e ensolarada Califórnia ela foi lecionar na escola Santíssima Trindade em Hartford, durante quatro anos, antes de retornar à escola São Casemiro para ser diretora, com a tenra idade de 33 anos. Após ter se destacado nessa posição, foi eleita para ser diretora do Ensino Fundamental e Ensino Médio, por três anos. Foi depois diretora da Escola São Pedro e São Paulo, em Grand Rapids, e professora do 8º ano na mesma escola.

 

Deve ter sido um grande desafio quando foi convidada para retornar à Casa-Mãe para ser Diretora das Noviças e lecionar religião e inglês na Academia. Irmã Theodora falava sobre esses anos como um tempo de grande crescimento espiritual, mas era uma tarefa muito difícil, visto que ela não tinha a adequada formação. Ela disse: “Eu chorava quase todas as noites, mas foi uma daquelas situações que temos que viver. Isso, provavelmente, me tornou mais forte.” Ela foi Diretora das Noviças por seis anos, de 1965 até 1971. Foram anos tumultuosos do pós-Vaticano II.

                Depois desses anos na Casa-Mãe, Irmã Theodora passou então os próximos vinte anos como diretora ou como professora do 7º e 8º anos em Boyle High School, São Pedro e São Paulo em Grand Rapids, São Valentim e no seu lugar favorito, São George, na Filadélfia. Como suas irmãs de sangue mudaram- se para Filadélfia à procura de emprego no início de suas carreiras e decidiram permanecer lá, a Irmã amou aqueles anos na escola São George. Ela era muito carinhosa com as crianças e seus pais e podia estar perto de suas irmãs.

 

Pouco tempo depois a Irmã voltou para a Casa-Mãe e ajudava Irmã Evangelista no nosso programa de artesanato. Mais tarde tornou-se responsável pelo programa e pelo Bazar de Artesanato. Ficou na coordenação desse programa por 25 anos, com a ajuda de outras irmãs e muitas voluntárias, que amavam trabalhar com Irmã Theodora, pois, realmente apreciava tudo que era feito por elas e para ela.

 

Todas nós sabemos o quanto a  “senhora das buchinhas de lavar louça” contribuiu para o bazar!

 

Cada ano, depois de manter um registro cuidadoso das vendas, ela apresentava o seu lucro à Liderança Geral. No decorrer dos anos, o programa de artesanato rendeu cerca de US$96.000. As vendas de Natal, muitas vezes, renderam US$6.000, .

 

A devoção de Irmã Theodora à Adoração Eucarística a motivou a incentivar a Adoração, às quintas-feiras, na  Capela da Casa-Mãe. Foi, para todas nós, um maravilhoso exemplo de fidelidade de serva boa e fiel, que favava eloquentemente através de suas ações de confiança na Divina Providência. Numa palestra que deu para o grupo Conexão da Sabedoria Feminina, em 2009, Irmã Theodora falou da sua confiança na Providência de Deus e onde e como ela foi fortalecida. Ela escreveu: “Quando lecionava na Academia, em meados da década de 60, fui diagnosticada com uma  infecção maligna na tireoide que exigia uma cirurgia imediata. Fiquei arrasada . Cinco anos mais tarde, o médico descobriu uma recorrência do tumor. Desta vez fui tratada com medicação. Três anos mais tarde um outro tumor apareceu e a cirurgia foi marcada imediatamente. No Santuário de São João Neumann, meu pescoço foi abençoado com a relíquia do santo e eu rezei: “Por favor, meu Jesus, remova tudo o que existe aí.” Na semana seguinte estava pronta para a cirurgia e, quando o médico fez um exame final, não  encontrou o que estava ali antes. Estou feliz por ter ouvido uma surpreendente voz interior que me lembrava que “o Amor é maior do que a perda.” O infinito e misericordioso amor de Deus me sustenta e me abraça a cada etapa da minha jornada.”

 

Sua fé foi verdadeiramente submetida à prova, no seu próximo grande desafio. Depois de uma cirurgia comum no joelho, o resultado foi uma devastadora amputação de parte da perna e uma eventual prótese. Irmã Theodora não teve raiva e nem autopiedade, mas imediatamente continuou no seu ministério de aposentada, que já exercia por 25 anos: a coordenação do programa de artesanato na Casa-Mãe. 

 

No entanto, depois de alguns anos ela se sentia cansada e era cada vez mais difícil e doloroso continuar na coordenação da lojinha de artesanato, então a Irmã pediu para deixar de ser a responsável, pois já sabia que sua amada “loja” seria fechada. Embora tenha sido muito difícil para ela desistir desse seu amado ministério, ela percebeu suas limitações. Estava muito feliz por Irmã Beatriz e suas fiéis voluntárias, Pat Meute, Audrey Downs, Della Dawso e outras, continuarem a ajudar na loja de artesanato.

 

Vamos ter em nossas memórias as lembranças desta maravilhosa Irmã que doou-se totalmente a Deus como uma fiel Franciscana, nossa querida Irmã Maria Theodora.  Agradecemos pela sua dedicação, pelos muitos anos de atuação como professora, diretora e pelo serviço prestado à nossa comunidade. Que ela passe a eternidade caminhando na presença de seu Deus.

 

Descanso eterno, dai-lhe, Senhor. Que ela descanse em paz.

Voltar
Topo