Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso site. Ao continuar navegando você concorda com a nossa política de privacidade.
Aceitar e Fechar
 
 

800 anos do presépio de São Francisco

Há 800 anos o primeiro presépio era criado e, até hoje, ele aviva a celebração do nascimento do Salvador. Saiba mais no conteúdo.

Igreja

15.12.2023 11:09:33 | 5 minutos de leitura

800 anos do presépio de São Francisco












As celebrações natalinas se aproximam e é chegada a hora de decorarmos nossas casas com as velas do Advento, com árvores e guirlandas de Natal e com o lindo e majestoso presépio. E neste ano, o fato de arrumar nosso lar para receber Jesus recebe um significado ainda mais especial!


Isso porque, celebramos os 800 anos da criação do presépio. Há oito séculos, a história do nascimento de Jesus é contada a partir de peças feitas dos mais diversos materiais.

É por se tratar de uma data tão especial e marcante que, hoje, iremos te contar mais sobre a história desta prática e te dar algumas dicas de como montar um lindo presépio em sua casa.
 

O que é um presépio?

Feito de barro, madeira, papelão, aço… Diferentes materiais dão vida a um presépio. A palavra “presépio” significa estrebaria, estábulo, o local onde Nossa Senhora deu à luz ao Salvador.

Pela tradição, ele deve ser montado no 1º domingo do Advento, que em 2023, acontece em 03 de dezembro, e desmontado em 6 de janeiro, data em que a Igreja Católica comemora a Solenidade da Epifania do Senhor, quando os três reis magos, guiados pela estrela, foram até Belém adorar e presentear o Menino Jesus.


Como surgiu o presépio?

Ele foi criado por São Francisco de Assis, no ano de 1223, em uma gruta na cidade de Greccio, na Itália. Olha que especial! São Francisco queria que o povo se lembrasse da natividade de Jesus Cristo, e que forma melhor de fazer isso, do que com representações?

Porém, existia um problema. A Igreja, naquela época, proibia a criação de representações litúrgicas nas paróquias, por isso, o santo precisou pedir dispensa da regra e, assim, ele conseguiu montar pela primeira vez o presépio.


Saiba mais sobre a vida de São Francisco clicando aqui.

Mais de três séculos depois de seu surgimento, em 1552, o padre José de Anchieta apresentou aos índios brasileiros a montagem do presépio. É o primeiro registro desta prática no país.
 

Dicas para montar um presépio


Antes de tudo, é preciso lembrar que o presépio simboliza a humildade e a simplicidade da vida. Ele pode ser comprado, mas também construído por você e sua família. Na internet, é possível achar diferentes moldes de presépios com o material mais simples: papel. A matéria-prima utilizada para criar a representação não é relevante, o que verdadeiramente importa é o desejo de simbolizar o nascimento do Salvador.

“Não é importante a forma como se arma o Presépio, pode ser sempre igual ou modificá-la a cada ano. O que conta, é que fale à nossa vida” (Papa Francisco).

Sabendo disso, vamos às dicas:


1 - Escolha com carinho o local onde montar


É indicado que o presépio fique em um local visível, onde as pessoas possam contemplá-lo diariamente. Ele pode ser colocado perto da árvore de Natal, para ornar com a decoração da época.
Caso tenha crianças ou animais de estimação em casa, recomenda-se deixar em um local mais alto, principalmente se apresentar peças pequenas e que podem ser quebradas ou engolidas.
 

2 – Reúna a família


Este é um momento especial e, além disso, é a oportunidade perfeita para celebrar, junto ao seio familiar, a Sagrada Família. É uma ocasião ímpar para ensinar e meditar sobre os acontecimentos que envolvem a vinda do Menino Jesus ao mundo: o Sim de Maria, a compassividade de José e a simplicidade envolvida no nascimento do Salvador.

Ao reunir a família anualmente para montar o presépio, uma tradição é criada. Os mais jovens com certeza lembrarão com carinho dos momentos em que, junto aos mais próximos, compartilharam a união trazida pela celebração do Natal.
 

3 - Ordene os personagens da forma correta


É importante que cada elemento esteja posicionado de forma que seja possível relembrar o nascimento de Jesus. Dessa forma, o Salvador deve estar no centro do presépio, uma vez que Ele é a peça principal da representação e da data celebrada.

Os pais do Menino Jesus ficam próximos, um de cada lado, com o olhar sobre o pequeno bebê que acaba de nascer. Os Reis Magos são posicionados perto da Sagrada Família, como se estivessem chegando para os cumprimentar.

A estrela de Belém fica posicionada no local mais alto da representação. Os anjos, ao redor de toda a encenação, como se estivessem cuidando da família que ali está. Por fim, os animais ficam espalhados em torno dos demais personagens, representando o estábulo onde eles se encontravam.

Se o seu presépio não contém todos os elementos citados, não se preocupe. Para compor a representação, a parte mais importante recai sobre Jesus, Maria e José. Os demais personagens, por mais que também estivessem presentes no nascimento do Salvador, se configuram como elementos secundários à cena.

O Papa Francisco ensina que “representar o acontecimento da natividade de Jesus equivale a anunciar, com simplicidade e alegria, o mistério da encarnação do Filho de Deus”. Façamos da montagem do presépio um momento especial e significativo, nos recordando que o verdadeiro significado do Natal está no nascimento do Salvador, do Filho de Deus que vem ao mundo para trazer a Boa Nova. 

A preparação para a vinda do Senhor já começou. Jesus, pode vir, estamos te esperando!

Paz e bem!

Caso deseje conversar conosco sobre a criação do presépio ou qualquer outro assunto que possamos te ajudar, entre em contato com a Congregação através dos telefones: (11) 3501-0106 ou (11) 95114-0229, ou pelo e-mail: providenciadedeus2@gmail.com. Estamos sempre à disposição para lhe atender!

Acompanhe-nos também pelas nossas redes sociais!

 - Instagram
 - Facebook 

Mais em Igreja
 
X FECHAR
Cadastre-se para
conhecer o
nosso carisma

WhatsApp

Fale conosco