Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso site. Ao continuar navegando você concorda com a nossa política de privacidade.
Aceitar e Fechar
 
 

Formação permanente dos sacerdotes é uma exigência num mundo que corre veloz

Com o tema “Reaviva o dom de Deus que está em ti” (2Tm 1,6), realizou-se de 6 a 10 de fevereiro, no Vaticano, o Convênio Internacional para a Formação Permanente dos Sacerdotes.

19.02.2024 | 2 minutos de leitura

Formação permanente dos sacerdotes é uma exigência num mundo que corre veloz

Com o tema “Reaviva o dom de Deus que está em ti” (2Tm 1,6), realizou-se de 6 a 10 de fevereiro, no Vaticano, o Convênio Internacional para a Formação Permanente dos Sacerdotes.

 

Organizado pelo Dicastério para o Clero, em colaboração com o Dicastério para a Evangelização - seção para a primeira evangelização e as novas Igrejas particulares - e o Dicastério para as Igrejas Orientais, o Convênio teve a participação de mais de 800 presbíteros, sendo o Brasil o país mais representado, seguido do México, Itália, Polônia e Filipinas. Ademais, estiveram presentes sacerdotes, consagrados e leigos da Islândia, Burundi, El Salvador, China, Guatemala, Moldávia, Rússia, Ucrânia e de mais de 60 países.

 

Um dos participantes foi o sacerdote brasileiro, padre Auricélio Paulino da Silva – coordenador da Pastoral Presbiteral da Arquidiocese de Santarém, no Pará, pároco da Paróquia Perpétuo Socorro e Menino Jesus. Em entrevista concedida à Rádio Vaticano – Vatican News, ele nos diz, entre outras coisas, que “não podemos deixar de continuar nos formando, porque vivemos uma mudança de época” e esta exige de nós uma formação permanente. “Não podemos ficar parados, porque o mundo corre veloz, a sociedade corre veloz, e se não acompanharmos essa velocidade, ficamos para trás”, afirma-nos, ainda.

 

Fonte: Vaticanews

 
X FECHAR
Cadastre-se para
conhecer o
nosso carisma

WhatsApp

Fale conosco